Arcanja da montanha

Vês-me em luz lume
Nos contornos da montanha.
O sol nascente trespassa-me a forma
E revela-me em fogo.
Sou a sarça ardente
E, para ti, nessa humana condição,
Serei invisível enquanto quiseres,
Cinzas de acácia enquanto quiseres.

Jorge Castelo Branco

1/1