1/1

Albino Santos

Albino Santos nasceu em Rio Tinto, concelho de Gondomar, distrito do Porto, onde vive. Publicou o seu primeiro livro de poesia em 2003. Tem poemas seus integrando várias antologias poéticas, bem como artigos de opinião publicados em diversos jornais e revistas. Participante activo em diversas iniciativas literárias e certames poéticos de âmbito nacional, onde obteve vários prémios e distinguido com várias Menções Honrosas, sendo de assinalar o 2º lugar (Menção Honrosa) no Concurso Nacional de Poesia Fânzeres/2014. Destaca-se ainda a sua participação na IV Edição de Poesia Luso-Galaica, onde foi distinguido com Menção de Honra e Mérito. A qualidade da sua poesia sublinhada pela crítica, “foi-se consolidando, através da riqueza e pluralidade da sus expressão poética, sendo já um valor seguro no panorama literário”, conforme sublinhou Manuel António Pina na apresentação de uma das suas obras. Possui um blogue de Autor que convida a visitar em: http://as-polyedro.blogspot.com
OBRAS PUBLICADAS: Passos, traços e laços /2003 Entre margens / 2004 Gotas de luz / 2005 Diálogo de sombras / 2006 Madrugada sem fronteiras / 2008 Quem sabe amanhã será Primavera / 2008 (Em co-autoria com Maria Mamede) A evocação do teu nome / 2010 Nos leves dedos de um vento / 2011 Onde fica o longe / 2013 Alma de pássaro / 2016 A incandescência dos astros / 2018

capa_a_incandescencia_dos_astrosjpg
capa_madrugada_sem_fronteirasjpg