1/1

António F. Maia

António F. Maia nasceu a 21 de agosto de 1962 no Porto. Viveu em Aveiro onde completou o seu percurso académico. Projecto Conceptual Contemplar sem as pressas do desejo, povoando a mente sedenta com a poesia reflectida, escrita em memórias quentes. Considera-se um aprendiz de feiticeiro com paixão pela fotografia.
Fotografa através do coração tentando despertar emoções. Objecto É a voz dos silêncios e a cor dos cenários, numa tradução emocional da amálgama de palavras não proferidas e de “frames” que gravitam em sonhos de olhos abertos. Reflexo de um inebriante gazear, fora dos palcos o horizonte também é o das pessoas, numa busca constante do olhar com identidade. Desafios A máquina fotográfica ficara apresada na alfândega da vida. Resgatou-a e não a larga. Um reencontro de paixão, qual catalisador de doenças urbanas. Coordenação da disciplina de fotografia na Academia Intergeracional – RUTIS Porto. Realizações Exposições: Afurada um
sentir pela espinha – fotografia a p&b; Colectivas: Transformar o olhar, Aprendemos juntos; Festival Internacional de Cinema de Avanca; Para lá do Muro há vida; Part[ilha]; VENTO. Livros: PORTO nos IS – fotografia a p&b; SOMOS – poesia de Carla Valente e fotografia a p&b; Part[ilha] – grupo de fotografia da Academia Intergeracional – RUTIS; Arquitectur’Arte de Bem Defender, com Luís Reina. Simbioses: Um Porto à Maneira – poesia & fotografia – Troupe de Palavras Vivas; IN[fusions] – guitarra clássica por Ricardo Brito e fotografia a p&b do Porto.
Prémios: Photo One – Editors Award – jul 2013; Architectural Photography Magazine (1st place winner 2015); Architectural Photography & TOPAZ LABS 2017 (1st place winner). Página de fotografia: https://www.facebook. com/AWorldFullOfMockeries. Equipamento: Minolta 7000i, analógica. Fujifilm X-T100 e X-T3, digital.