• Gugol

Como pássaro novo a sair do ninho

Rui Luzes Cabral


Lançamento

Auditório da Junta de Freguesia de Loureiro

Oliveira de Azeméis

dia 18 de outubro às 21 horas


Na sua poesia [de Rui Luzes Cabral] reflete a vida afetiva, que resplandece a toda a luz, porquanto nasce do seu íntimo, bem estruturado nos valores que o norteiam desde o berço (do prefácio à obra pelo Padre Manuel Pires Bastos)

Rui Luzes Cabral iniciou-se há muito na poesia. Desde jovem preocuparam-no os problemas da sociedade onde se integrava. Dizem-nos os cultores destas matérias que os primeiros tempos da nossa história de vida são decisivos para a formação da personalidade, apontam-nos os trilhos a percorrer. A nossa capacidade para enfrentar as dificuldades não se aprende nas cartilhas, mas antes no acumular de experiências, na conquista das primeiras vitórias do dia-a-dia, ainda que por vezes bem dolorosas. Escrever é também um acto de amor. Nesta sua primeira publicação fica o amor de Rui Luzes Cabral pela sua e nossa terra [Oliveira de Azeméis], pela sua família, pelos seus amigos, pelos seus concidadãos, pela sua profissão, pelas múltiplas tarefas a que tem sido chamado. (do posfácio à obra pelo Prof. António Magalhães)


SOBRE O AUTOR: Rui Luzes Cabral nasceu em 1975. Foi ator e Presidente do TAL – Teatro Amador de Loureiro, colaborador da paróquia como catequista, acólito e leitor. Correspondente dos jornais “A Voz de Azeméis” e “Correio de Azeméis” durante quase uma década. Gosta de escrever poesia.

Profissionalmente sempre esteve ligado às letras, às artes e à história, tendo-se licenciado em Conservação e Restauro no Instituto Politécnico de Tomar.

Atualmente é Vice-Presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis com os Pelouros da Educação, Ação Social, Turismo, Arquivo Municipal, Património, Arqueologia, Cultura e Movimento Associativo.

0 visualização