• Gugol

Nélson Ferraz vence concurso de textos de amor

Atualizado: 20 de Dez de 2019

Nélson Ferraz foi o grande vencedor da 19.ª edição do Concurso Nacional de Textos de Amor de Manuel António Pina, promovido pelo Museu Nacional da Imprensa, com o texto intitulado a gruta



Foram anunciados no passado sábado, dia 14 de dezembro.os vencedores do concurso que teve a sua 1ª edição em 2001 e que contou com a participação, nas nove primeiras edições, do jornalista e escritor Manuel António Pina (1943-2012) como membro do júri.

Nesta edição, o Júri – constituído por José Luís Pires Laranjeira, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra; Luísa Marinho Antunes Paolinelli, da Universidade da Madeira e Luiz Humberto Marcos, diretor do MNI – sublinhou a crescente adesão, qualidade e diversidade de participantes, como o demonstra o fato de terem concorrido mais de 400 trabalhos, de diferentes partes do país.



Nelson Ferraz

Nasceu no Porto em 1952. Foi colaborador, nos anos setenta, do jornal “Notícias de Chaves”; nos anos oitenta, da revista “Espaço Aberto” do GCDT do BESCL; nos jornais “Correio do Douro” e “Gondomar Actual”. Foi cronista dos jornais “Maia Hoje” e “Gondomar Económico”. Participou nos cadernos “Pinguim Poesia em Pó” (micro colecção do “Pinguim Café”) e em “Nem só de Gin vive o Pinguim”. É membro da APE (Associação Portuguesa de Escritores) desde 1978. Publicou em poesia: Ternura, 1977; Sintomas, 1978; Coisas do Tempo, 1999; As Palavras Côncavas, 2003; não me ganhas, 2012 ; Estou-te nas tintas, 2014 ; pois, 2015; Os Cordões Desapertados, 2016; cheio. sem açúcar, 2017 Publicou em prosa: À esquerda de deus, 2004; O Coleccionador de Bugigangas, 2008."


Em destaque no catálogo Gugol Livreiros / Seda Publicações

HOMÃE cheio, sem açucar pois


0 visualização